sábado, 30 de julho de 2011

Coluna "Minha Juve" - Nem fede, nem cheira

O esquisito time que entrou em campo contra o Chivas (LaPresse)
Sim, esta coluna deveria acontecer às sextas. Porém, esta sexta foi corrida para este que vos escreve e aqui está ela, sem falta, novamente na madrugada de sábado. Afinal, antes tarde do que nunca.

Antes de mais nada, peço perdão pelos enganos na coluna da última sexta (ou sábado, como queiram). Devo confessar que realmente não conhecia o futebol de Vidal e Pazienza e tive uma dúvida terrível na hora de encaixá-los (e não sei de onde tirei que Sorensen era volante...). Mas a participação de vocês foi muito boa, através dos comentários.

Na coluna desta semana não podemos tratar de outro assunto, além da viagem do time pelos Estados Unidos da América, onde realizou três amistosos. Sim, foram três apresentações taticamente deploráveis do time. Mas, ao mesmo tempo, penso que não há motivos para pânico - por enquanto.

Por quê?

Conte é recém-chegado. Isso deveria ser explicação o bastante. A equipe da Juventus não é uma equipe nova apenas para o ex-treinador do Siena. O time é novo, também, para os jogadores. Tanto no esquema tático, quanto nas peças individuais. Isso leva tempo para se acertar. Uma equipe não leva três partidas (muito menos amistosas) para alcançar o entrosamento. Percebi algum pessimismo de certos colegas. É compreensível, porém, eu prefiro esperar um tempo maior para tirar minhas conclusões.

Explicando o título da coluna: o time foi mal. Mas foram três compromissos que não valeram absolutamente nada. Valeu pela viagem, pela homenagem do grande Phillies, pelo contato com o público no Central Park. Mas, o que se viu em campo, me trouxe mais dúvidas do que definições.

Alex dá autógrafos aos fãs estadunidenses (LaPresse)

Dúvidas que me vieram à cabeça com estes amistosos: o que Marchisio quer da vida? O que Bonucci quer da vida? De Ceglie vai continuar com sua timidez? Qual raios é a formação de Conte, do meio para frente?

Algumas pequenas definições também: Pirlo caiu como uma luva. Lichtsteiner, uma melhora considerável na direita. Em alguns momentos, a troca de passe no meio de campo foi de dar gosto. Pepe, essencial. Pasquato pode ser importante. Pazienza, bom.

Das três partidas, a que mais importou, contra o Sporting, de Portugal, foi aquela na qual o time foi mais dominado e única onde saiu derrotado. A formação apresentada foi Buffon; Lichtsteiner, Barzagli, Chiellini e Ziegler; Krasic, Pirlo, Pazienza e Marchisio; Quagliarella e Matri. Foi a disposição tática que mostrei na semana passada, com duas diferenças - rá!

Nos outros dois jogos, contra América e Chivas, ambos do México, apenas muitas experiências - loucas - de Conte com o time, incluindo um 4-2-4 ou 4-3-3, não sei, era algo impossível de se ler na tela da tevê. Foram duas vitórias pelo placar mínimo, com ambos os gols sendo originados de falhas grotescas dos adversários. Mesmo com as vitórias, foram atuações medíocres, na minha opinião.

Conte, que deu uma de Professor Pardal nos dois últimos jogos (LaPresse)

Como mencionei, acredito que o trabalho de Conte merece tempo. Bastante tempo. Uma temporada completa, para ser preciso. O time está desenhado e deverá contar com as ótimas adições de Lugano e Vucinic, como jornais informaram nesta semana. Além, é claro, da inclusão de Vidal (banco para Marchisio?). Como escrevi na semana passada, é um tim bom e digno de lutar pelo trigésimo scudetto. Mas paciência é o mais importante.

Que Conte não sofra o mesmo que sofreu Ferrara e tenha tempo para fazer o time funcionar.

sexta-feira, 29 de julho de 2011

Em último amistoso no EUA, Juventus vence Chivas



A Juventus venceu o Chivas de Guadalajara (1-0) no noite de ontem e fechou sua turnê norte-americana. O último ato da turnê foi no Carter-Finley Stadium, em Raleigh, capital da Carolina do Norte.

O gol da Juventus saiu cedo, logo aos 12min de jogo, quando Fabio Quagliarella, tira proveito de uma falha de Magallon, que tropeçou na bola, e sem pensar duas vezes chuta em diagonal e faz o único gol da partida. Com esta vitória na bagagem, a Juventus retorna imediatamente para a Itália, onde, entre 4 e 7 de Agosto, a equipe continua o trabalho de pré-temporada em Chiusa Pesio.

FICHA DO JOGO:
JUVENTUS-CHIVAS 1-0
Gol: 12' 1ºT Quagliarella

Juventus
Storari; Motta, Barzagli, Bonucci, Ziegler; Pepe, Pazienza, Marchisio, Pasquato; Quagliarella, Toni
Reservas: Buffon, Manninger, Lichtsteiner, Grygera, De Ceglie, Chiellini, Sorensen, Krasic, Martinez, Pirlo, Giandonato, Marrone, De Silvestro, Matri, Del Piero, Immobile.
Treinador: Antonio Conte

Chivas Guadalajara
Michel Luis; De Luna, Araujo, Magallon, Ponce; Mejia, Esparza, Arellano, Fabian; Baez, Medina
Reservas: Hernandez, José Luis, Nava, Sanchez, Salazar, Mora, Tostado, Fierro, Ledesma, Casillas, Gallardo, Solorio
Treinador: Jose Luis Real

Árbitro: Kadlecik
Assistentes: Buda, Marion
Quarto Árbitro: Fitzgerald

quinta-feira, 28 de julho de 2011

OFICIAL: Sissoko no PSG

 
Sirigu e Sissoko apresentados no PSG

O jogador maliano acertou com o time de Paris e ja foi apresentado ao seu novo clube, seu contrato é válido por três temporadas. A Juventus receberá 7 milhões de euros pagos em três anos pelo negócio. Caso o time francês chegue a fase de grupos da Liga dos Campeões até setembro de 2013, a Juventus ganha mais 1 milhão de euros em bônus.

Esta operação gera um ganho de 2,8 milhões de euros no exercício de 2011/2012 para o clube de Turim.

quarta-feira, 27 de julho de 2011

Divulgado o calendário da Serie A 2011/2012

Em cerimônia realizada no estúdio televisivo da "interactive group" nessa tarde, noite na Itália, foram divulgadas as datas dos confrontos do campeonato italiano da próxima temporada. A Juventus começará sua jornada rumo ao 30º scudetto fora de casa contra a Udinese no dia 28 de agosto. O primeiro jogo em casa, a inauguração do novo estádio, será contra o Parma na segunda rodada no dia 11 de setembro. O primeiro grande clássico será na sexta rodada contra o Milan em casa no dia 02 de outubro. Segue a tabela da Juventus no campeonato italiano da temporada 11/12:



Sob chuva, Juve bate América-MEX e vence a primeira no World Football Challange


A Juventus venceu o America, do México, por 1-0, em jogo amistoso pelo World Football Challenge, no Citi Field de Nova Iorque, casa da equipe de beisebol NY Mets.

Cristian Pasquato marcou o único gol da partida ainda no 1º tempo (42 minutos), depois do encontro ter sido interrompido aos 38 minutos por uma tempestade de relâmpagos e trovões sobre a área.

O gol surgiu depois de uma defesa incompleta de Armando Navarrete, aproveitada por Pasquato, que concluiu com um belo voleio no canto superior direito do gol.
A partida foi a segunda para a equipe de Turim no World Football Challenge. A Velha Senhora vai agora enfrentar outra equipe mexicana, o Chivas Guadalajara no dia 28 de Julho.

FICHA DO JOGO:
JUVENTUS-CLUB AMERICA 1-0
Gol: 41' 1ºT. Pasquato

Juventus
Buffon; Lichsteiner, Bonucci, Chiellini, De Ceglie; Krasic, Marchisio, Pirlo, Pasquato; Del Piero, Matri.
Reservas: Manninger, Storari, Motta, Grygera, Ziegler, Barzagli, Sorensen, Marrone, Giandonato, Pazienza, Toni, Quagliarella, Immobile.
Técnico: Antonio Conte

América do México
Navarrete; Aguilar, Mosquera, Pimentel, Reyes; Castillo, Rosinei, Molina, Sanchez; Montenegro; Benitez.
Reservas: Gonzales, Rojas, Valenzuela, Trevino, Corral, Layun, Martinez, Medina, Munoz, Acuna, Gonzalez, Vuoso.
Técnico: Carlos Reinoso
Árbitro: Gonzales
Assistentes: Wienchowski, Dunn
Quarto Árbitro: Dos Reis

Cartões Amarelos: 27’ 1ºT. Marchisio, 36’
1ºT Aguilar, 38’ 2ºT

Confira o gol:

video

terça-feira, 26 de julho de 2011

Grandes ídolos: Giampiero Boniperti

Nascido em 4 de julho de 1928 em Barengo, na província italiana de Piemonte. Boniperti é um caso à parte na história do futebol. O atacante e meia ofensivo pela direita defendeu durante toda a sua carreira (1946-1961) a Juventus. Foi contratado pela Velha Senhora com 16 anos, já havia se destacado nas categorias de base após marcar 11 gols em uma só partida.

Como profissional, Boniperti estreou na Juventus em março de 1947 em uma derrota(2-1) contra o Milan pela Serie A. Três meses após a sua estreia no time profissional, Boniperti marcou seu primeiro gol com a "maglia bianconera" contra a Sampdoria. Ele terminaria sua temporada de estreia com 5 gols em 6 jogos e a Juventus vice-campeã da temporada 1946-1947.

A segunda temporada como profissional de Boniperti foi quando ele ganhou destaque ao marcar 27 gols. O primeiro título do italiano veio na temporada 1949-1950. Durante a década de 50, Boniperti colocou a Juventus de volta ao topo do futebol italiano. Como jogador conquistou além do italiano de 49-50 mais 4 títulos da Serie A (51-52; 57-58; 59-60; 60-61) e dois títulos da Coppa Italia (58-59; 59-60).


Boniperti é o segundo maior artilheiro da Juventus (179 gols) atrás apenas de Del Piero. Outra marca quebrada por Del Piero que pertencia a Boniperti é o de número de jogos na Serie A pela Juve, Boniperti tem 444 jogos. Essa marca foi ultrapassada em 2010 pelo atual camisa 10 bianconero. Boniperti é o 6º jogador com mais jogos pela Juventus.

Na seleção italiana, Boniperti participou de duas Copas do Mundo. Foi convocado pela 1ª vez após ter participado de apenas 14 jogos. Foram 38 jogos e 7 gols pela Azzurra entre 1947-1960.


Dez anos após sua aposentadoria, Boniperti foi convidado pela família Agnelli, dona do time de Turim, para assumir a presidência do clube. O presidente Giampiero Boniperti tornou-se, então, um dos mais vitoriosos da história juventina, acumulando 18 títulos. Entre eles estão nove Campeonatos Italianos, uma Liga dos Campeões e um Intercontinental. Quando deixou o comando do clube, ainda se inseriu na vida política, fazendo parte do Parlamento Europeu entre os anos de 1994 e 1999, elegendo-se pelo Forza Italia, partido do primeiro-ministro Silvio Berlusconi. Hoje, com 83 anos, ainda é lembrado como um dos maiores que já passaram pelos Alpes de Turim e ocupa a cadeira de presidente de honra da Juve. Na última temporada, viu seu neto Filippo Boniperti defender a equipe principal da Juventus em jogos da Liga Europa e campeonato italiano.

segunda-feira, 25 de julho de 2011

NOTA OFICIAL da Juventus

Em referência à compra de Arturo Vidal e as declarações de Karl-Heinz Rummenigge - presidente do Conselho de Supervisão do Bayern de Munique - a Juventus lançou uma nota oficial em seu site, nas palavras do CEO e gerente geral Giuseppe Marotta:

Negociamos de acordo com as regras do mercado, que prevê a negociação com a equipe, neste caso, o Bayer Leverkusen, e com o jogador. Aparentemente, Rummenigge depende dos meios menos convencionais, eu estou realmente triste por ele e pelo Bayern. Eles perderam uma boa chance, no mercado de transferências e de ficarem calados: o silêncio teria sido preferível. Evidentemente, um grande campeão do passado e ex-jogador da Inter, como Rummenigge, carrega algum peso e, como se sabe, o coração não pode ser controlado. "

Rummenigge critica Vidal por preferir Juventus ao Bayern


Pesado ataque de Rummenigge, diretor executivo do Bayern de Munique, sobre o novo contratado da Juventus, Arturo Vidal: "Ele tinha prometido várias vezes que iria assinar com o Bayern - disse o líder do clube bávaro para a 'Kicker' - Se ele tivesse mantido a sua palavra e se tivesse mostrado caráter, estaria jogando conosco. Agora joga em um clube que é como ele, basta olhar para a história judicial da Juventus ou, na melhor das hipóteses, seus últimos resultados esportivos."

A decepção, é claro, ainda continua: Rummenigge não gostou da transferência do meio-campista do Bayer Leverkusen e do Chile para a Juventus. O time bávaro já seguia Vidal por um longo tempo. "Neste momento, só posso desejar felicidade a Vidal", disse o ex-jogador da Inter.

Há poucos dias atrás o presidente do clube, Uli Hoeness falou de "traição" da parte de Vidal e acusou de atitudes antiéticas, seu empresário, Fernando Felicevich: "Havia poucas chances para o negócio, mas tínhamos um acordo - suas palavras para 'Bild'.

Por outro lado o dg da “Velha Senhora”, Beppe Marotta, comemora o acerto:

- Nós o quisemos muito e conseguimos sua assinatura. Depois que colocou a caneta no papel, Vidal parecia um garoto que tinha realizado um sonho. Quando colocou a camisa pela primeira vez, não queria tirar. Essas pequenas coisas significam muito, assim como o fato de que ele recusou outros clubes que poderiam levá-lo até a Champions League. Estamos convencidos de que foi um grande acordo e estamos orgulhosos - relatou o diretor geral do Juve, Beppe Marotta.

O próprio Vidal confirmou a preferência pela Velha Senhora.

- Muitos times me quiseram, mas não tive dúvidas assim que a Juve me chamou - concluiu.

domingo, 24 de julho de 2011

Tour EUA-Canadá 2011: Uma tarde americana

 Domingo nos Estados Unidos é sinônimo de cachorro quente, cerveja e baseball. Infelizmente, os esportistas não podem se beneficiar dos alimentos e bebidas, mas eles podem desfrutar do baseball.





Por isso, Alessandro Del Piero, Giorgio Chiellini e Andrea Pirlo passaram um típico domingo amiricano no Citizen Bank Park como convidados do Philadelphia Phillies e, antes do jogo contra o San Diego Padres, trocaram camisas com Ryan Howard, estrela dos anfitriões.


Depois Ale, Giorgio e Andrea subiram para o camarote presidencial do estádio e acompanharam parte da partida, antes de retornar ao dever e se preparar para o treino da tarde. Infelizmente, eles não puderam ver o jogo todo, mas esse típico domingo americano será mantido em suas memórias para sempre.

Curtas da semana

  • Ideia de Buffon é permanecer na Juventus e após a aposentadoria ser treinador da China ou dos Estados Unidos.
  • Conte sobre derrota para o Sporting: "Temos muito trabalho pela frente."
  • Chiellini afirma que a Juve vencerá os próximos jogos.
  • Atlético de Madrid entra na briga por Giuseppe Rossi.
  • Corriere dello Sport informa que a Juventus quer Diego Perotti para a meia esquerda.
  • Amistoso confirmado contra o Real Betis em 13 de agosto.
  • Quarta-feira será publicada a tabela de jogos do campeonato italiano.

    Juventus abre pré-temporada com derrota diante do Sporting

    A Juventus iniciou a pré-temporada neste sábado com derrota. Em partida realizada em Toronto, no Canadá, a equipe montada por Antonio Conte foi dominada durante a maior parte do tempo pelo Sporting Lisboa e permitiu que os portugueses conquistassem a vitória por 2 a 1 sem grandes dificuldades.

    Apesar do resultado apertado, o Sporting não teve a vitória ameaçada. O time português construiu o resultado logo no primeiro tempo ao abrir dois gols de vantagem, ao passo que a Juventus, com jogadas ofensivas pouco eficientes, raramente conseguia ameaçar a meta adversária. Nem mesmo o golaço anotado por Alessandro Del Piero na segunda etapa conseguiu botar fogo na partida nos minutos finais.

    A Juve teve a primeira boa chance do jogo, por meio dos pés de Krasic. Aos nove minutos, o sérvio invadiu a área portuguesa pela direita e bateu cruzado com força. A bola saiu à direita do gol defendido por Rui Patrício.

    A resposta do Sporting não tardou a acontecer. Logo aos 11 minutos, Hélder Postiga arriscou um chute da entrada da área e Buffon espalmou para a linha de fundo. Na cobrança de escanteio, o zagueiro Onyewu desviou de cabeça para o meio da grande área. A bola se ofereceu para Yannick, que estava completamente livre de marcação e estufou a rede "bianconera".

    A Juventus claramente sentiu o golpe do gol sofrido e parecia completamente perdida em campo. As jogadas pelas laterais eram facilmente desarmadas pelos portugueses, enquanto as tentativas pelo meio praticamente inexistiam. O ataque era muito pouco municiado, Quagliarella e Matri raramente chegaram a tocar na bola.

    A situação ficou ainda pior aos 36 minutos. Yannick arrancou com a bola dominada a partir do meio do campo. Favorecido pelo espaço que a defesa italiana lhe concedeu, chegou até a meia lua e bateu cruzado de perna esquerda. O chute entrou no gol de Buffon, que não conseguiu alcançá-lo.

    Com dois gols de desvantagem no placar e insatisfeito com o que viu em campo nos primeiros 45 minutos, Conte promoveu uma série de mudanças na equipe no intervalo. Dez dos 11 jogadores que iniciaram o duelo foram substituídos. Chiellini foi o único que continuou.

    As alterações surtiram pouco efeito, pois o adversário continuou com domínio das ações no retorno dos vestiários. Se Krasic apareceu pela direita no primeiro tempo como a única arma ofensiva do time, Di Silvestro, que atuou pela faixa esquerda do meio campo, assumiu este papel na etapa complementar. Demonstrando iniciativa, o jovem puxou algumas jogadas de velocidade e arriscou chutes de longa distância.

    Mas foi um veterano, já consagrado, o responsável por tirar a Juventus do zero no placar. Del Piero, aos 34 minutos do segundo tempo, encarou na velocidade a marcação adversária e, antes que pudesse ser travado, bateu da risca da grande área por cobertura. Adiantado, o goleiro Marcelo Boeck apenas observou a trajetória da bola e nada pôde fazer para evitar o belíssimo gol do maior artilheiro da história da Velha Senhora.

    Quem imaginava pressão alvinegra na busca pelo empate nos minutos finais, se enganou. A Juventus não conseguiu mais se aproximar com perigo da meta adversária e permitiu que o Sporting administrasse o resultado até o apito final, confirmando assim a derrota de Conte na estréia.

    Acostumado a triunfar pela Juve como jogador, Conte viu na apresentação deste sábado que terá, como técnico, bastante trabalho para fazer com que o clube volte a ter dias vitoriosos.

    FICHA TÉCNICA

    Cartão amarelo: Hélder Postiga (SPO)
    Gols:
    Sporting: Yannick, aos 11 e aos 36 do primeiro tempo.
    Juventus: Del Piero, aos 34 do segundo tempo.

    Sporting: Rui Patrício (Marcelo Boeck); João Pereira (João Gonçalves), Daniel Carriço (Anderson Polga), Onyewu (Ilori) e Evaldo; Rinaudo e Schaars; Pereirinha (André Santos), Hélder Postiga (André Martins) e Yannick (Bojinov); Van Wolfswinkel (Diego Rubio).
    Técnico: Domingos Paciência.

    Juventus: Buffon (Storari); Lichtsteiner (Motta), Barzagli (Bonucci), Chiellini e Ziegler (De Ceglie); Krasic (Martinez), Pirlo (Marrone), Pazienza (Giandonato) e Marchisio (Di Silvestro); Quagliarella (Del Piero) e Matri (Toni).
    Técnico: Antonio Conte.

    sábado, 23 de julho de 2011

    Arturo Vidal: "Meu desejo era somente a Juve"


    O meia chileno Arturo Vidal esteve neste sábado em Turim para conhecer o novo estádio da Juventus e conceder a primeira coletiva de imprensa como jogador da Velha Senhora. Aos 24 anos, ele chega ao clube italiano após ter se destacado na última temporada pelo Bayer Leverkusen, da Alemanha, e diz estar realizando um sonho.

    “Esta camisa alvinegra é muito prestigiosa, era um dos meus objetivos ter a chance de vesti-la”, afirmou Vidal. “Quando meu agente me disse que havia a possibilidade de assinar com a Juventus, não tive dúvidas. Sei que outros times estavam interessados, mas meu desejo era somente a Juve”.

    Vidal foi contratado para ocupar a faixa central no meio campo do esquema tático que o treinador Antonio Conte pretende implementar na Juventus para a temporada 2011/12. No último campeonato alemão, fez dez gols e deu 11 assistências em 31 partidas. Exercer um papel mais defesivo não incomoda o chileno, que se mostra ansioso em atuar ao lado de Andrea Pirlo.

    “Não terei problemas para me adaptar às idéias que o treinador tem de como me usar em campo”, disse Vidal. “É claro que a chance de treinar ao lado de um jogador de primeiro escalão como Pirlo vai me dar a oportunidade de aprender e melhorar ainda mais”.

    Com a sétima colocação no último campeonato italiano, a Juventus não alcançou sequer uma vaga na Liga Europa. A contratação de Vidal é uma das medidas tomadas pela diretoria "bianconera" na tentativa de fazer com que a Velha Senhora reconquiste seu lugar na galeria de gigantes do futebol mundial.

    No que depender da vontade de Vidal, essa meta será atingida. “Meu objetivo aqui é trabalhar duro e conquistar troféus importantes”, afirmou. “O clube quer voltar a ser vitorioso e retomar o lugar onde merece estar. E eu quero ajudar a Juve a chegar lá. Quero que os torcedores saibam que sou um lutador, que é exatamente como algumas pessoas costumavam me chamar”.

    Preview : Juventus x Sporting Lisboa


    Conte jogou na Juventus entre 1992 e 2004
    A Juventus está pronta para enfrentar o seu primeiro teste de fogo da temporada. Depois das goleadas contra o combinado de Val Susa e o Lucentoas coisas ficam mais sérias. Hoje à noite em Toronto, os bianconeri irão enfrentar o Sporting de Lisboa, mas o nível mais qualificado do adversário não mudou em nada a programação de Conte: "Estamos em plena preparação - analisa o treinador da Juventus, durante a conferência de imprensa para apresentar o jogo - estamos entre dez e doze dias de trabalho, tanto do ponto de vista tático como físico, mas tanto ontem (21/07, quinta-feira) quanto hoje (ontem) nós realizamos treinamentos muito bons e de duas sessões. Ja vamos tentar trazer para o campo o progresso que conseguimos nos treinamentos".

    Definitivamente contra os portugueses Conte não irá mudar o esquema, ou a atitude do time: "Esquema tático é relativo, são apenas números - diz o treinador – mas depende muito da interpretação. É basicamente um 4-4-2, com os pontas atacando e defendendo.

     um longo caminho até o começo da temporada, mas a Juventus continua se reforçando, agora com a chegada de Arturo Vidal, que Conte acaba definindo: "Um meio-campista completo, que combina velocidade e qualidade no jogo. Ele fez 10 gols na Bundesliga e vem para nos dar uma grande ajuda. Veremos todas as opções em que ele pode ser usado taticamente, não esquecendo que já existem bons jogadores na posição".

    A chegada de Vidal, no entanto, não acaba com a vontade do time de contratar: "Agora estamos trabalhando com os jogadores disponíveis, que para mim representam o presente e o futuro. É normal, no entanto, que neste momento a equipe busque reforços. Falo diariamente com os diretores sobre o mercado e todos os dias eu sou informado sobre as situações e como elas estão evoluindo. Depois veremos a evolução que conseguimos”.

    Coluna "Minha Juve" - O time toma forma


    Olá, amigos bianconeri.

    Trago a vocês uma novidade no blog, que dependerá muito da participação de vocês. Em conversas da equipe, decidimos abrir um espaço semanal destinado especificamente para a opinião de nós da equipe sobre algum assunto da Juventus.

    O foco do nosso trabalho diário é sim trazer um noticiário isento de opiniões, mas, este espaço, onde escreveremos todas as sextas-feiras, se faz necessário, para que todos nós possamos nos aprofundar em diversos assuntos relacionados a este clube que tanto amamos.

    E isso não funcionará sem a participação de vocês. Afinal, não temos a intenção de impor a nenhum de vocês o nosso ponto de vista e a nossa forma de raciocínio. Visamos meramente expô-los a vocês e ouvir de vocês se concordam, se discordam, por que não concordam, etc. Portanto, sintam-se em casa, afinal, a Juve é de todos nós.

    Como inauguração, vamos tratar da esquematização da equipe de Conte, que começa a tomar forma. Contratações ainda se fazem necessárias, obviamente, mas vamos fazer uma análise do grupo de jogadores à disposição no momento.

    Veja a possível disposição tática da equipe até aqui, com as peças de reposição entre parênteses, e, na seqüência, uma análise separada de cada setor do time:

    Clique na imagem para ampliá-la

    Gol
    Nada a dizer. Dois dos melhores goleiros da Itália.

    Defesa
    A confiável zaga se viu comprometida, em vários momentos da última temporada, em função da fraqueza dos laterais, que eram uma dor de cabeça constante. Porém, duas contratações pontuais foram feitas para ambas as laterais, com jogadores que chegam para assumir a titularidade.

    Ziegler, bom marcador e muito bom apoiador, fez uma excelente temporada na Sampdoria, apesar da vergonhosa campanha do time de Gênova. Em janeiro, o Milan, inclusive, fez oferta pelo jogador, rejeitada pela Samp. Lichtsteiner também teve destaque na boa campanha da Lazio.

    É extremamente improvável que estes dois não joguem melhor do que jogaram Motta, Grygera e Grosso nesta última temporada.

    Meio de campo
    A saída de Felipe Melo é uma perda para a equipe. Ele fez uma tremenda temporada tecnicamente e era essencial no auxílio à zaga e, em momentos, até na ligação com o ataque.

    Sua saída deve ser um sinal de confiança em Sorensen, volante improvisado na lateral direita em vários jogos. Jogando na lateral, o dinamarquês sempre mostrou uma marcação individual muito boa, mas pecava quando ia ao ataque. Talvez desempenhe bem o papel de primeiro volante. A briga com Sissoko pela titularidade pode ser boa.

    Relatos da imprensa italiana mostram que Pirlo se encaixou como uma luva no time e será titular absoluto. Sua chegada será um grande auxílio para Krasic, que sofreu em vários momentos por ser o único responsável do meio por criar jogadas. Marchisio tem sido utilizado em uma função bastante ofensiva, pelo lado esquerdo.

    As peças de reposição do setor são animadoras. Pepe, Vidal e Pazienza podem repor com muita qualidade a saída de qualquer um dos titulares. Melhora significativa, sendo que, no ano passado, a reposição ficava a cargo de... Salihamidzic.

    Ataque
    Todos se lembram que, até a contusão de Quagliarella na última temporada, a Juventus era o melhor ataque da Itália, mesmo ainda sem Matri (e, pior, ainda com Amauri no elenco). Após sua saída, a coisa desandou. Em momentos, Del Piero era o único atacante disponível, quando Toni e Iaquinta também se machucaram.

    Mas penso que este setor ainda é o mais forte do time. Quagliarella e Matri pode ser uma das melhores (não "a melhor") duplas de ataque da Itália. E isso todos sabem que não é uma fala de torcedor. É indiscutível.

    Se com um meio de campo absolutamente fraco no quesito criação de jogadas o ataque conseguiu ser o melhor da Itália no meio da temporada (e com Amauri no elenco), ele tem tudo para aumentar sua produtividade com essa excelente dupla titular.

    Treinador
    Ainda é uma incógnita, convenhamos. É uma aposta. Afinal, duas Serie B não é um currículo invejável. Ele é uma aposta assim como foi Ferrara, mas com um pouco mais de experiência.

    Nos treinos até aqui, ele demonstrou querer implantar um sistema bastante ofensivo. Não é possível afirmar que vai dar certo ou que não vai.

    Uma "ajuda" que ele terá será o fato de ter que focar apenas na conquista do scudetto e não ter que se preocupar, por enquanto, com a enganosa Liga Europa.

    O que ele mais necessita é paciência e tempo de trabalho, coisa que Ferrara não teve e, particularmente, achei um erro.

    Mesmo se não receber mais nenhum reforço, o time que Conte tem nas mãos é bom e capaz de vencer o scudetto. Basta ele conseguir dar padrão de jogo, dar ao time a "sua cara", ter uma equipe constante, coisa que Del Neri não conseguiu realizar.

    E você, o que acha?

    sexta-feira, 22 de julho de 2011

    Negociação entre Juventus e Villarreal por Rossi trava

    A Juventus tinha a esperança de completar a aquisição de Giuseppe Rossi ainda hoje, mas a negociação travou. O principal empecilho é que o clube espanhol não quer sofrer um desmanche na equipe, já que o Arsenal abriu negociações por Santi Carzola e Joan Capdevila foi contratado pelo Benfica. Após o último contato entre Juventus e Villarreal, a diferença entre o que pediu o Submarino Amarelo, e o que a Juventus ofereceu foi de 2 milhões de euros. Marotta ofereceu 20 milhões mais 8 de bônus, enquanto o clube espanhol pediu 22 milhões mais 8 de bônus

    Vidal faz exames médicos

    Arturo Vidal está em Turim, veio do Chile no final da tarde de ontem. Hoje é o dia de seus exames médicos, o meio-campista está passando pelos primeiros testes na Clínica de Fornaca di Sessant, a poucos passos da sede da Juventus em Corso Galileo Ferraris. Na tarde de hoje Arturo assinará o contrato. O jogador só se juntará ao grupo no início de agosto, por causa da Copa América. Vidal usará a camisa 23 na Juventus.

    OFICIAL: Felipe Melo no Galatasaray

    O meio-campista brasileiro chega ao clube turco por empréstimo de um ano. O valor é de 1,5 milhões de euros pagos em três parcelas durante a temporada 2011/12. Em 31 de Maio de 2012, o Galatasaray poderá exercer o direito de compra do volante por 13 milhões de euros. Melo foi contratado da Fiorentina em 2009 por 25 milhões de euros. O volante fez 58 jogos pela Juventus e marcou 4 gols.

    quinta-feira, 21 de julho de 2011

    Buffon concorre ao prêmio "Golden Foot"

    O goleiro Gianluigi Buffon é um dos dez indicados à edição deste ano do “Golden Foot”, tradicional premiação europeia que elege o jogador com pelo menos 29 anos de idade que mais se destacou no futebol tanto dentro como fora de campo.

    O arqueiro da Juventus não é o único atleta da posição que concorre ao prêmio. O espanhol Iker Casillas, goleiro do Real Madrid e capitão da seleção espanhola campeã do mundo em 2010, também aparece na lista. Os demais indicados ao “Golden Foot” de 2011 são: David Beckham (Los Angeles Galaxy), Didier Drogba (Chelsea), Samuel Eto’o (Inter de Milão), Ryan Giggs (Manchester United), Carles Puyol (Barcelona), Raul (Schalke 04), Xavi (Barcelona) e Javier Zanetti (Inter de Milão).

    Caso seja o vencedor neste ano, Buffon será o terceiro representante da Juve a conquistar o prêmio. Os outros dois foram Pavel Nedved, em 2004, e Alessandro Del Piero, em 2007. Roberto Baggio, que brilhou pela Velha Senhora no início dos anos 1990, foi quem ganhou em 2003, ano de estreia da premiação. Na época, atuava pelo Brescia.

    O premiado em 2010 foi também um italiano. Trata-se de Francesco Totti, da Roma. O vencedor deste ano será conhecido no dia 10 de outubro, em cerimônia que será realizada no Principado de Mônaco -- onde os ganhadores tradicionalmente gravam o formato dos seus pés numa espécie de "Calçada da Fama".

    A eleição é feita pelo público através do site www.goldenfoot.com.

    Entrevista Krasic

    Krasic em treinamento da Vecchia Signora
    Preparação: "Tudo é muito fácil agora. O clima é muito quente, mas existem todas as condições para melhorar a nossa preparação."
    Posicionamento: "Este ano teremos mais movimentação em campo. Eu serei um atacante ao invés de um meio-campista. Devemos atacar cada bola com toda a equipe, como um grupo compacto."
    Pirlo: "Andrea é uma lenda viva. É a primeira vez que eu posso jogar com um jogador com tais características especiais. Eu gosto de jogar com ele."

    Tour EUA-Canadá 2011: A casa da Juventus na Filadélfia

    Já nos EUA, a Juventus treina.

    A casa do time de Antonio Conte é o complexo esportivo da Filadélfia, um bairro inteiro dedicado ao esporte, um verdadeiro sonho tornado realidade para qualquer fã de futebol, beisebol, basquetebol ou hóquei.

    É na cidade da independência, no cruzamento da Broad Street com a Evenue Pattison, que existe o Complexo Desportivo da Filadélfia.

    Aqui treinam todas as equipes profissionais da Filadélfia: O time de basquete 76ers, os Phillies do beisebol, o Flyers de hóquei no gelo, mas, acima de tudo, o de futebol americano, Eagles, histórica formação da NFL.

    É aqui que a Juventus vai fazer a sua preparação durante o período que vai passar na Filadélfia, aproveitando campos, ginásios, vestiários e salas de massagem de alto nível.


    Descubra mais sobre o local:


    video

    quarta-feira, 20 de julho de 2011

    Vidal é bianconero!

    O meio-campista chileno de 24 anos Arturo Vidal, que estava disputando a Copa América, é o novo reforço da Juventus. Vidal estava no Bayer Leverkusen e restava um ano de contrato. O clube alemão receberá 12 milhões de euros pelo jogador que assinará contrato com a Juventus por 5 anos recebendo uma quantia de 2,5 a 3 milhões de euros por temporada. O anúncio oficial da contratação ainda não ocorreu mas ainda hoje a Juventus deve confirmar o negócio.

    domingo, 17 de julho de 2011

    Chuva de gols em Bardonecchia

    Torcida não se assustou com o mau tempo e acompanhou o jogo-treino
    A Juventus encerrou a pré-temporada em Bardonecchia em grande estilo. Após a golear um combinado de Val Susa na sexta-feira por 12-1 a equipe encarou o tempo chuvoso e venceu um jogo-treino contra o Lucento por 6-1.

    Conte promoveu apenas uma mudança na equipe titular do jogo de sexta-feira, Ziegler entrou no lugar de Grygera.

    O atacante Alessandro Matri foi o destaque da partida ao fazer um hat-trick - segundo em dois jogos realizados na pré-temporada em Bardonecchia -, afirmando-se assim como uma das figuras mais importantes da renovada vecchia signora.

    Quagliarella, com dois gols, e o reforço Andrea Pirlo fizeram os outros gols da Juve.

    Na terça-feira a Juventus viaja para os Estados Unidos para dar sequência aos trabalhos de pré-temporada. Três amistosos estão agendados na América do Norte, os adversários serão Sporting Lisboa, América do México e Chivas Guadalajara.

    • Juventus é o único clube com proposta por Giuseppe Rossi. As negociações estão avançadas e o jogador pode se juntar ao grupo que fará excursão pelos EUA e Canadá.
    • Jornais alemães apontam que após a Copa América a contratação de Vidal será confirmada.
    • Felipe Melo, Amauri, Sergio Almiron, Albin Ekdal, Fabio Grosso, Yago, Vincenzo Iaquinta e Mohamed Sissoko não viajarão com a Juventus para os EUA. A equipe embarca terça-feira.
    • Os jogadores que não vão para os EUA continuarão trabalhando em Vinovo e devem ser negociados.
    • Destino de Felipe Melo e Amauri pode ser o Brasil, o volante interessa ao Corinthians e o atacante ao Flamengo.
    • Antonio Valencia do Manchester United e Diego Perotti do Sevilla são os novos nomes especulados na Juventus.
    • Inauguração do novo estádio confirmada para dia 8 de setembro. Mais de 18 mil carnês de ingressos para a temporada completa já foram vendidos. 

    quarta-feira, 13 de julho de 2011

    Jornal diz que Rossi está a um passo da Juve

    (Divulgação)
    No final da noite italiana desta quarta-feira (13), ou seja, o final da tarde no Brasil, o periódico mais importante da Itália, o La Repubblica, publicou que a negociação entre a Juventus e Giuseppe Rossi (foto) está "quase feita".

    Depois de Sergio Agüero rejeitar a proposta da Juventus, o "plano B" bianconero é o atacante ítalo-americano do Villareal. O jornal informa que clube e jogador já têm um acordo e também que o clube espanhol baixou a pedida

    O contrato assinado seria de quatro anos, com um salário anual de 3,5 milhões de euros por temporada, para o atacante da nazionale italiana. "Nas últimas horas, parece que se encontrou um acordo com o Villareal, que baixou a pedida de 35, para 30 milhões de euros", conta a matéria.

    Além de Rossi, outro nome especulado foi o de Arturo Vidal, chileno do Bayer Leverkusen, da Alemanha. "A Juventus é um belo clube, vejamos o que acontece", foram as palavras do jogador, que disputa a Copa América com sua seleção nacional. Porém, também brigam por ele o Napoli, a Inter e, o mais forte, Bayern de Munique.

    Scudetto de 2006

    A ANSA informa que acontecerá amanhã uma reunião prévia, que servirá para a orientação da reunião que decidirá oficialmente se a Internazionale fica ou não com o scudetto da temporada 2005-2006, vencido pela Juventus em campo.

    A reunião oficial acontecerá na próxima segunda-feira, dia 18 de julho, e foi motivado por recentes descobertas de envolvimento da direção do clube de Milão no escândalo do Calciopoli, entre os anos de 2004 e 2005

    Para Giancarlo Abete, presidente da Federação Italiana de Futebol (FIGC), todas as avaliações técnicas e de outras natureza necessárias para a reunião já foram feitas.

    Vídeo do novo estádio

    Um tema um pouco batido, porém ainda muito bom. Em outras palavras "old, mas gold". A Gazzetta dello Sport publicou hoje um vídeo exclusivo com algumas imagens da estrutura do novo estádio. Não deixem de conferir.

    domingo, 10 de julho de 2011

    • Negociações entre Juventus e Villarreal por Rossi avançadas. O jogador que era o plano B no caso Aguero pode desembarcar em breve em Turim.
    • Moggi disse que as negociações por Aguero e Rossi não são respostas para os problemas da Juve.
    • O diretor esportivo da Roma Walter Sabatini afirmou que a Roma não quer vender Vucinic e que não há negociações com a Juventus.
    • Cannavaro que anunciou aposentadoria na última semana, em entrevista a jornais italianos disse que rejeitou uma proposta da Juve para fazer parte da comissão técnica para continuar em Dubai como consultor técnico e embaixador global do Al-Ahli.
    • Iaquinta lesionou o joelho direito ontem e ficará no mínimo por 3 semanas em recuperação.
    • Diarra não fará parte do elenco do Real Madrid na excursão pela América do Norte e seu nome volta a ser especulado em Turim.
    • Vidal: "Juve é uma grande oportunidade."
    • Pirlo agradeceu a recepção da torcida na sua chegada à Juventus e disse: "Vim para vencer."

    quinta-feira, 7 de julho de 2011

    Juventus merece mais respeito da FIGC

    Presidente expressou a sua decepção com a forma como o lado de Turim foram tratados no escândalo Calciopoli e exige o reconhecimento das conquistas do clube

    O presidente da Juventus Andrea Agnelli manifestou sua opinião de que o lado de Turim não recebe o respeito que merece da Federação Italiana de Futebol (FIGC).

    O clube italiano apresentou recentemente um pedido a FIGC solicitando que o Scudetto 2005-06 que foi atribuído a Inter após o envolvimento da Juventus no escândalo Calciopoli ser revogado, e Agnell está longe de ser feliz com a maneira que eles foram tratados na sequência de seu pedido, devido a recentes desenvolvimentos que sugerem que a Inter foram igualmente culpados.

    "Depois de 15 meses a partir da pedido submetido a FIGC, eu quero respeito por parte das autoridades, para a Juventus, os seus dirigentes, jogadores e torcedores. Este clube participou da história do futebol italiano e do futebol italiano no mundo. Essa equipe forneceu 27 jogadores de 44 nas quatro finais de Copa do Mundo" , o presidente teria dito no site oficial do clube.

    "Em 2006, fomos o único clube a sofrer de sérios danos econômicos, visível em várias centenas de milhões de Euros. Agora notamos que o outro clube, especialmente a Inter, tinha um comportamento incerto."

    Agnelli passou a dizer que a Juventus espera ansiosa a decisão final da FIGC sobre o assunto.

    "Estamos esperando pelas decisões e depois vamos ver. Nós sempre respeitamos o direito desportivo, mas também temos os meios adequados para operar de forma diferente, mesmo se nós não queremos fazer isso até agora."

    "Quanto ao direito desportivo que está em causa, a nossa oposição chegará ao fim se o título é retirado da Inter. No entanto, o processo de direito comum ainda está em andamento e vamos ver qual será o seu fim."